Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

Com a quarentena, os números de medidas protetivas de urgência aumentaram

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Detetive Particular > Com a quarentena, os números de medidas protetivas de urgência aumentaram

No estado de São Paulo, foi registrado cerca de 5.560 (B.O) Boletins de Ocorrência de abusos e violência doméstica registrados pela internet no mês de abril e junho, o que representam em média 62 registros de ocorrência por dia, ou um a cada 23 minutos.

Esses dados foram obtidos exclusivo pela Polícia Civil de São Paulo que apuraram através da Delegacia Eletrônica, um sistema que permite que a vítima registre um boletim pela internet, sem fila e sem burocracia.

Esse sistema está ativo desde 2000, e passa por mudanças constantemente para ajudar as vítimas a serem mais específica no relatório para agilizar a busca e apreensão se necessário for.

Só que os casos de violência doméstica foram permitidos e entrou em vigor no sistema desde o mês de abril, esse procedimento foi realizado e liberado para auxiliar as vítimas que estão isoladas em casa por questão de saúde por causa da pandemia que assola o mundo.

Por causa da pandemia do novo corona vírus, muitas mulheres não conseguem sair de casa para registrar uma queixa contra o agressor. Por isso o Estado de São Paulo entrou em alerta sob a quarentena regulamentada pelo decreto de João Doria, governador do PSDB, que determinou horários de funcionamento de uma série de atividades, inclusive do espaço público.

De acordo com as estatísticas, variam de 1.510 a 2.050 registros de violência domésticas feitos online em dois meses. Com a quarentena, os números de medidas protetivas de urgência aumentaram. As medidas protetivas de urgência são regras previstas pela Lei Maria da Penha, em vigor em todo o país desde 2006.

Mas infelizmente todos nós sabemos que isso não impede que o agressor chegue perto da vítima após o registro de boletim realizado sob a acusação de violência doméstica.

O que as vítimas precisam entender é que essa causa não são só delas, que quando se trate de abuso de poder, agressão e maus tratos, isso se torna uma causa pública judicial. Por isso a Agência Vera disponibiliza agentes treinados e capacitados para auxiliar as vítimas de violência doméstica na colheita de provas que poderão servir de auxílio na hora da tomada de decisão.

Com fotos e gravações de vídeos e áudios ambientais, é possível apresentar provas concretas de toda ação do agressor, e tudo é feito no mais alto sigilo para proteção da vítima e de seus familiares. Contate-nos.

× Atendimento WhatsApp