Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

Zoofilia, um combate diário

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Cibercrime > Zoofilia, um combate diário

Campanha lançada na França por um grupo de defensores dos animais combatem a zoofilia, para quem não sabe, a zoofilia é o ato sexual de pessoas com animais, mas de acordo com o código penal do país da França, os criminosos podem ser enquadrados, porém não são todos os casos que chegam ao julgamento final.

Em Portugal, Suécia e Alemanha esse ato também é crime, poque de acordo com os europeus essa criminalização de exploração sexual animal pode leva-lo a óbito, ou ter lesões internas grave, sendo que mais da metade dos casos de zoofilia estão relacionados a sadismo, que é a tortura e até a morte do animal.

De acordo com estudos realizados por uma Ong, aponta algum dos animais que são os mais forçados a realizar esses desejos e pulsões sexuais, dentre eles estão no topo os cachorros machos e fêmeas, os jumentos, as éguas e os cavalos, dentre outros. Mostrando também que os porcos, as cabras e bodes, os bezerros e as novilhas também estão na lista.

Essa análise veio por base dos praticantes internautas, mas os zoófilos reivindicam a causa, dizendo que tem um verdadeiro amor e respeito pelos animais e falam até em relações consentidas, o que é uma verdadeira explicação insana, já que os animais não tem domínio próprio diante da brutalidade de alguns seres humanos.

 A exploração sexual dos animais, ou a zoofilia vai muito além de maus tratos, porque de acordo com a pesquisa em sites, a base da pirâmide que sustenta a zoofilia ocorre muita audiência, que gira em torno de 2 milhões de filmes que são acompanhados por internautas.

Podemos dizer que a internet foi o ponto forte que disseminou a prática de zoofilia, que a um tempo atrás eram restritas apenas em zonas rurais afastadas da zona urbana, hoje em dia os vídeos viralizam na internet, onde há trocas de informações sobre qualquer prática de sexo no intuito de realizar as mais absurdas fantasias.

Cerca de 15 mil pessoas consultam e participam regularmente desse sites, o que não significam que essas pessoas não tenham um vida sexual ativa, mas pelo contrário, essas pessoas são muito ativas mas estão sempre em busca de novidades e realizações de fantasias sexuais, independente se é hétero, bi ou homossexual, mas sim de pessoas que estão dispostos a todo custo a se aventurar.

No país da França, esse crime de zoofilia que está previsto no código penal desde 2004, o criminoso poderá pegar 2 anos de prisão e o pagamento de uma multa no valor de € 30 mil. Mas infelizmente a maioria dos casos não chegam aos tribunais por falta de denúncia.

Já no Brasil entrou para o projeto da Lei 9605/98 Art. 32, onde diz que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, e a pena é de detenção de três meses a um ano, e multa.

No Decreto da Lei 2848/40, Art. 286 diz que incitar, publicamente, a prática de crime que prevê pena de detenção que poderá pegar de três a seis meses de prisão, ou multa.

Estipula-se que qualquer tipo de relação sexual com animais seja criminalizada, não apenas quando os mesmo sofrerem penetração, mas infelizmente a prática ainda não está enquadrada, e se encontra em total repouso na câmera dos deputados desde o ano de 2017.

Já os franceses opõem que em algum caso suspeito, é realizado o mesmo procedimento utilizado no caso de estupro, que são realizados exames clínicos tanto no criminoso quanto no animal. Mas sabemos que, provar esses crimes chega a ser muito complexo, porque de acordo com as investigações, obter declarações e fotos através da internet não constitui um delito. Em casos de zoofilia denuncie, e a contratação de um detetive investigativo poderá lhe auxiliar nas tomadas de decisões.

× Atendimento WhatsApp