Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

Preso por estupro de vulnerável

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Detetive Particular > Preso por estupro de vulnerável

Um menino de 18 anos foi preso no dia 15 de maio na cidade de Sarzedo, região metropolitana de Belo Horizonte, sob suspeita de estuprar seus quatro primos, de 5 a 13 anos. Segundo a investigação, ele teria começado a praticar comportamento abusivo aos 10 anos. Segundo a polícia, ele negou esses crimes.

O representante apresentou o caso em entrevista coletiva virtual realizada na manhã da sexta-feira, dia 16 de maio.

“Tudo começou em janeiro, quando os pais das duas crianças ouviram o relato da avó, dizendo que espontaneamente lhe confidenciaram que haviam sofrido abusos do primo. Essa mãe apareceu imediatamente assim que soube do relato do filho ao Na delegacia, os fatos foram relatados e a primeira providência foi iniciada imediatamente”, explica o representante.

O representante acredita que os pais da pessoa envolvida no caso ficaram chocados com o caso, já os participantes acreditam que, assim como as crianças que sofrem de problemas psíquico, também podem obter apoio quando necessário para enfrentar a situação.

“Além de disponibilizar servidores para delegacias especiais de quase todas as cidades para tratar de violência doméstica e crimes sexuais, a maioria das delegacias também conta com grupos de psicólogos vinculados ao Conselho Tutelar e CRAS (referência de assistência social do município).

Durante a investigação, o centro pode fornecer acompanhamento pessoal com a polícia, não só das crianças, mas também dos familiares que precisam de assistência.”

O suspeito negou o crime

O suspeito foi interrogado antes de ser preso e negado ter estuprado seu primo. O responsável por Sarzedo disse: “O que ele confirmou foi que quando era criança era adolescente e tomava banho com alguns dos primos.

Segundo ele, o suspeito alegou que mesmo após investigação, ainda não mudou seu comportamento criminoso para alegar que nenhum crime ocorreu. “O autor não percebeu que havia abusado sexualmente de cada criança com seus primos desde que começou a treinar cada criança.

Portanto, além do trauma e do choque psicológico, ele passou a abusar sexualmente de cada criança. É normal ver os abusos sofridos, portanto, naturalmente, a desculpa do autor é inofensiva e eles não têm amparo porque as crianças foram abusadas desde o início de sua educação.

“Obviamente, a homossexualidade não deve ser associada à pedofilia. O responsável pela investigação disse que a doença mental é uma espécie de doença mental de um escritor. Ele sente prazer e deseja satisfazer seus desejos com seus filhos, e nunca será relacionado à homossexualidade.

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). O representante considerou que este apoiava a denúncia contra o autor. Portanto, a justiça comprovou a prisão preventiva do suspeito, o que foi realizado na operação da Polícia Civil ontem. Ainda com base na opinião do deputado, ele não opôs resistência. Apreendeu sua cela para inspeção.

O suspeito deve ser responsabilizado pelo crime de estupro de crianças vulneráveis ​​a quatro crianças. A pena para este crime é punível com até 15 anos de prisão.

Agência Vera Detetives Particulares

A contratação de um detetive particular nesse caso é considerada uma importante chave para desmascarar ou não o ato sem levantar qualquer tipo de suspeitas. Por isso é sempre bom ter em quem confiar nessas horas, não é?

A Agência Vera Detetives Particulares usa como prova, fotos, escutas ambientais e vídeos de todo o percurso, e de toda a movimentação do(a) suspeito(a) e tudo no mais alto sigilo, até mesmo para preservar a reputação e segurança da vítima, dos seus amigos e de seus familiares.

× Atendimento WhatsApp