Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

A vítima que se tornou assassina

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Detetive Particular > A vítima que se tornou assassina

Uma mulher foi presa depois de atirar no namorado que é Policial Civil, dentro de um bar na cidade de Juiz de Fora, isso aconteceu porque a mulher era ameaçada por esse rapaz, houve uma discussão entre os dois, ela roubou a arma do namorado e atirou nele.

No dia do crime, a família de Claudia contou que a mulher era ameaçada com frequência pelo policial civil. Parentes gravaram um vídeo de Alemão discutindo com a jovem e fazendo diversas ameaças. O vídeo o mostra dizendo que colocaria fogo na jovem com a moto e tudo e que ele tinha quatro balas, mas que agora teria 5.

Os xingamentos também foram feitos por telefone que foram gravados pela vítima, onde o ameaçador dizia que ela teria uma última chance conversar com ele. Nas conversas gravadas o investigador insistia em dizer que a ex iria morrer.

Testemunhas contaram a polícia que Alemão e Claudia discutiam na noite do assassinato, e que ele seguiu a jovem até o bar onde foi morto. A investigação apontou que o casal teria uma relação tumultuada, que apesar da alegação dos familiares que a dona de casa matou para se defender, a hipótese de legítima defesa foi descartada.

Claudia Alessandra de Porto Gomes de 23 anos foi ouvida na delegacia de homicídios e encaminhada ao exame de corpo de delito. Ela é suspeita de matar a tiros o ex namorado, Antônio Geraldo Petter Neto, conhecido como Alemão, que era Policial Civil e trabalhava em Belo Horizonte.

Claudia estava foragida desde o dia do assassinato, em 18 de dezembro de 2018 a polícia conseguiu um mandado de prisão para ela, mas mesmo assim a jovem continuava se escondendo, só após dois meses depois do crime ela decidiu se apresentar acompanhada pelo advogado.

Em depoimento, Claudia não passou nenhuma informação sobre a morte do ex namorado, se preservando no direito de se permanecer calada.

Agencia Vera Detetives Particulares

Casos constante vem acontecendo com homens e mulheres que sofrem perseguições de companheiros e ex companheiros, pessoas que se dizem ser amigos após o término, mas agem com total interesse e sede de vingança.

Algumas vítimas mudam de estado e até de países, porém outras por falta de condição ou por algum outro motivo maior, vivem com medo e assustadas em ter uma pessoa obsessiva e obcecada a perseguindo.

Na pior das hipóteses, algumas mulheres não escapam de serem agredidas violentamente e até assassinadas. Em casos como esse, as provas são de extrema importância para que prendam o assassino. Entre em contato com nossa empresa e saiba como podemos ajudar.

× Atendimento WhatsApp