Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

Homem encenava ritual espiritual para estuprar

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Detetive Particular > Homem encenava ritual espiritual para estuprar

A polícia civil de Uberlândia indiciou por estupro um lavrador de 53 anos, este homem abusou sexualmente da enteada por 2 anos. A violência começou quando a vítima ainda tinha 16 anos e tudo acontecia na casa onde a família morava em uma fazenda próximo a BR 365 em Uberlândia.

Moravam na casa a mãe da vítima, o padrasto, a irmã mais nova que é filha do padrasto e a vítima. Supostamente era uma família tranquilo, até que a garota começou a apresentar problemas emocionais com quadro depressivo.

Com essa mudança de comportamento a mãe começou a ficar preocupada, por que ela era uma criança que não dava trabalho e de repente começou a ficar pelos cantos, cabisbaixa e sempre chateada com as coisas, ou seja, a menina não estava feliz.

Quando eles perceberam esse comportamento estranho da adolescente, esse lavrador que dizia ser médium comentou que poderia fazer um tratamento espiritual nela, que iria tirar o espirito ruim que assombrava a garota.

A mãe da vítima passou a acreditar que isso realmente ajudaria a adolescente a sair dessa crise de idade, que topariam qualquer coisa para se ter aquela menina alegre de antes, então esse suposto tratamento espiritual começou.

De duas a três vezes por semana o padrasto de 53 anos pegava a enteada de 16 anos e a levava para um quarto, nesse quarto ele fazia uma espécie de suposto ritual com a porta fechada.

A adolescente contou em depoimento que em primeiro momento parecia ser realmente um ritual espiritual, pois ele dava banho nela usando ervas e fazia algumas rezas, até aí tudo normal. Ela comentou que em alguns momentos ele incorporou, chegando a alterar e engrossar a voz e que aparentemente não parecia ser a mesma pessoa que entrou com ela naquele quarto.

O tempo foi passando e a garota foi pegando confiança naquilo tudo que estava acontecendo, chegando até a se sentir bem, só que com o tempo a história mudou. Quando o padrasto percebeu que havia conquistado a confiança da menina, os banhos começaram a acontecer diferente, ele começou a apalpar as partes íntimas da vítima.

Quando ele percebeu que a adolescente já sabia que aquilo não passava de uma fraude, ele quis colocar o plano em prática, ele fez com que ela acreditasse que aqueles abusos faziam parte do ritual.

A frequência dos abusos eram tantas que depois dos toques forçados, o homem começou os estupros com conjunção carnal. Mesmo que a mãe e a irmã estivessem do outro lado da porta, a garota sofreu durante dois anos nas mãos do padrasto.

Alguns momentos de conversa, a menina disse que ele encenava que estivesse possuído, ficava muito nervoso e ameaçava a todos e a todo tempo, por isso ela demorou tanto para denunciar, por medo.

A mãe descobriu tudo e ajudou a menina que agora com 18 anos, a levar toda a história para a justiça, o inquérito foi encerrado e pra polícia não há dúvidas de que ele não é médium e sim um estuprador.

Diversos casos como esse estão sendo investigados todos os dias não só em Uberlândia, mas em diversos estados no Brasil, o que não podemos ficar é de braços cruzados esperando o primeiro vacilo para desmascarar algo tão criminoso como esse.

Por isso a Agência Vera Detetives Particulares, trabalha com diversos recursos e equipamentos sofisticados, que auxiliam as famílias, os advogados e a polícia nas buscas por provas e locais de práticas de Abusos e Explorações Sexuais de Crianças e Adolescentes. Entre em contato.

× Atendimento WhatsApp