Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

Entenda o que é pornografia de vingança

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Cibercrime > Entenda o que é pornografia de vingança

A pornografia de vingança é considerada um crime de exposição pública nas redes sociais de vídeos e fotografia da intimidade de pessoas sem seu consentimento. Na maioria das vezes, as vítimas não conseguem reunir provas suficientes para incriminar o responsável pela exposição e compartilhamento indevido de suas fotos e vídeos.

Foi a partir de 2018 que consideraram que o compartilhamento desses materiais fosse crime, citado no Art. 218-C do código penal, que quem expor a integridade de outrem poderá levar a pena de um a cinco anos de prisão, e será indenizado por danos materiais e morais da vítima.

Quando a motivação de tal conduta foi humilhação e vingança, quando se há ou já teve algum relacionamento com a vítima, a pena poderá ser aumentada em até dois terços. Embora existe uma raridade em casos como esse vir à tona, a pesquisa revela que houve 141 vítimas, em 2019, e revela que cerca de 86% das vítimas abriram um processo judicial contra o criminoso.

Um caso que nos chamou a atenção, foi de Helena de 21 anos, estudante de direito e moradora do Litoral Paulista. Na faculdade foi apresentada a Pedro de 24 anos, ele era amigo de seu cunhado, era advogado em um escritório de referência na cidade.

A irmã de Helena e seu cunhado diziam sempre que Pedro era legal e que eles iriam se intender muito bem, começaram a namorar e após 5 meses de relacionamento tiveram uma discussão e resolveram se separar.

Helena teve a impressão de que ele era um cara muito maduro, por ele ser um pouco mais velha que ela, mas três semana depois do rompimento, ela descobriu por meio de outras pessoas que Pedro espalhou algumas fotos de sua intimidade pelo aplicativo e que chegou a ver através do telefone de um dos colegas de trabalho.

Pedro confrontou Helena quando ela foi tirar satisfações, se negando das acusações, ameaçando em processar Helena por tê-lo incriminado. Poucos minutos depois em tom debochado, revelou que suas provas contra ele seriam inconclusivas e que ninguém acreditaria em sua versão.

De acordo com psicólogos, a pornografia de vingança traz consequências psicológicas e físicas severas na vítima, e que a maioria desenvolve quadros de depressão, ansiedade e transtornos por estresse pós traumáticos, podendo virar doenças psicossomáticas como gastrites e alergias.

Helena chegou a procurar os professores da faculdade para se orientar a respeito, mas infelizmente eles confirmaram tudo o que Pedro disse anteriormente sobre as provas serem inconclusivas. Isso desmotivou Helena, e não registrou queixa contra o seu ex namorado por falta de provas.

Reunindo provas

Uma das primeiras medidas a serem tomadas pela vítima é dirigir a uma delegacia especializada em crimes contra mulheres. Lá a vítima será ouvida e terá o celular apreendido para análise de perícia, em seguida investigarão o IP da máquina de onde saiu as imagens e vídeos.

Por ser um pouco lento o processo e muito minucioso, quanto mais provas tiver em mãos, mais rápido será o julgamento do criminoso e mais rápido as imagens saem do sistema. Para que isso aconteça, a Agência Vera Detetives Particulares dispõe de Detetives especializados em crime de pornografia de vingança e dará todo o suporte a auxílio que a vítima precisar. Entre em contato e consulte nossas condições de trabalho especializado em investigação.

× Atendimento WhatsApp