Pague com Mastercard Pague com Visacard Pague com Elo Pague com Diners Club Pague com American Express
Atendimento de Seg a Sex de 09h às 18h

Ligue de Fixo ou Celular Gratuitamente: 0800 580 2589

Fidelidade X DST: Fui traído(a) ou não?

Agência Vera Detetives Particulares > Blog > Detetive Particular > Fidelidade X DST: Fui traído(a) ou não?

Quando estamos em um relacionamento estável a muito tempo e é diagnosticado a DST (Doença Sexualmente transmissível), é bem provável que se desconfie de uma traição, porém de acordo com especialistas da área, o fato de se ter infectado agora não quer dizer uma infidelidade do parceiro e alguns fatos devem ser levados em conta.

Se os dois não recebem acompanhamento regular de um médico, pode ser que já estivesse contraído o vírus já a algum tempo sem saber. A latência é comum em algumas doenças, que os sintomas podem ser leves, longo ou podem passar desapercebidas por não obter uma ferida ou dor local, sendo assim é bem possível que se viva com alguma doença se ao menos saber que ela exista.

Então pode-se dizer que o parceiro possa ter contraído o fungo, bactéria ou vírus antes do relacionamento atual, mas que só se manifestou agora em ambos. Ou seja, se os exames estão sendo controlados constantemente, mas agora apontou a doença, não significa que possa ter sido traído, pois pode ter acontecido na primeira relação que tiveram e só veio à tona agora.

Levando em consideração o tempo do relacionamento, as infecções tem um tempo de incubação, ou seja, um período que se leva desde a exposição até a manifestação no organismo.

Como por exemplo a sífilis que demora em torno de 90 dias para se ter os primeiros sintomas e que são apontados no exame de sangue, já o HIV (Aids), leva em torno de 120 dias. A recomendação é que o casal faça consultas periódicas a um especialista, principalmente antes de se ter a primeira relação, e manter o acompanhamento para diagnosticar no início qualquer possibilidade de doenças sexualmente transmissíveis.

Especialistas dizem que mesmo que ambos estejam contaminados com HIV, é necessário que se usa um preservativo para evitas que haja a troca de cepas virais diferentes, o que pode agravar um ou outro caso que coloque em risco a vida do paciente infectado. Mulheres tende a estar mais expostas a pegar qualquer tipo de DST de acordo com um site de pesquisa.

Mas se tem dúvidas sobre a fidelidade de seu parceiro ou parceira e quer se livrar de uma traição e não sabe como e nem por onde começar? A Agência Vera Detetives Particulares pode te ajudar.

Saiba mais com um de nossos consultores confidenciais.

× Atendimento WhatsApp